Fonte: Hollywood Life

Mare of Easttown¬†√© uma miniss√©rie fascinante que estreia em 18 de abril na HBO. Antes da estreia do programa, HollywoodLife¬†conversou¬†com o criador, escritor, showrunner e produtor executivo¬†Brad Ingelsby. A s√©rie estrelada por¬†Kate Winslet¬†como Mare Sheehan, uma detetive em Easttown, Pensilv√Ęnia, cuja vida √© interrompida por uma investiga√ß√£o de assassinato. Um jovem detetive, Colin Zabel (Evan Peters), √© trazido para ajudar Mare, ent√£o¬†HL¬†perguntou a Brad o que esperar dessa din√Ęmica.

“√Č um tipo cl√°ssico de casal improv√°vel, certo?” Brad disse ao¬†HollywoodLife. ‚ÄúMare √© um lobo solit√°rio. Ela gosta de viajar sozinha. Ela discorda desse cara que resolveu esse grande caso e ele est√° sendo adicionado ao caso dela. [Ela pensa] ele vai ser aquele que leva isso adiante e ele vai ser aquele que faz o que Mare n√£o foi capaz de fazer. Mare fica ofendida com isso. Ela acha que as pessoas deveriam defend√™-la e o chefe, a for√ßa e as pessoas da comunidade se voltaram contra ela. N√£o √© nem mesmo de Zabel que ela n√£o gosta, √© da ideia de Zabel que ela n√£o gosta. Quando ele entra, n√£o h√° nada que ele possa fazer ou dizer que v√° conquistar Mare, porque apenas a apar√™ncia dele sozinho √© um golpe para ela. √Č um soco no est√īmago. √Č meio que um reconhecimento de que houve uma falha neste caso. Acho que ele tem um longo caminho a percorrer para conquist√°-la e acho que ele est√° ciente o suficiente para entender gradualmente o qu√£o dif√≠cil o caso tem sido para ela. √Č o reconhecimento disso que eventualmente come√ßa a rachar na superf√≠cie de Mare. Ele √© a √ļnica pessoa na s√©rie que realmente diz, eu sei o qu√£o dif√≠cil esse caso deve ter sido para voc√™, e √© a primeira vez que algu√©m reconhece isso para ela. Acho que esse √© o ponto de virada no relacionamento deles. Ele tem que reconhecer isso e, assim que o fizer, Mare n√£o o ver√° como inimigo, mas se tornar√° um aliado. Ele tem um longo caminho pela frente com Mare. Qualquer um que tenha que se juntar a Mare tem um longo caminho, mas acho que ele ganha a confian√ßa dela. Acho que a din√Ęmica deles juntos √© realmente charmosa. Evan √© t√£o bom na s√©rie. Acho que √© uma quest√£o de ele ganhar a confian√ßa dela. Em √ļltima an√°lise, ele faz isso, de certa forma, reconhecendo o qu√£o dif√≠cil o caso tem sido.‚ÄĚ

Mare of Easttown¬†√© o primeiro grande papel de Kate na TV desde¬†Alma em Supl√≠cio¬†em 2011. Brad explicou por que ele acredita que Kate estava t√£o atra√≠da pelo personagem de Mare. ‚ÄúNa verdade, nunca escrevo com ningu√©m em mente, s√≥ porque nunca sou ing√™nuo o suficiente para suspeitar que algu√©m como Kate Winslet diria sim para o meu projeto‚ÄĚ, continuou Brad. “Tipo, isso √© loucura. Mas assim que o nome dela √© mencionado, obviamente, voc√™ fica tipo, isso √© acertar em cheio. Como isso √© poss√≠vel? Vamos ao menos conseguir fazer com que Kate leia isso? Foi meio que estar no lugar certo na hora certa com Kate. Acho que ela estava aberta para fazer TV e estava realmente interessada em interpretar um papel que nunca havia feito antes. Ela disse v√°rias vezes como Mare √© diferente em compara√ß√£o com ela mesma. Acho que ela s√≥ queria o desafio de fazer algo um pouco assustador. Acho que a √ļnica coisa com a qual Kate se conectava tanto em Mare era o senso de fam√≠lia. Mare √© uma pessoa mal-humorada. Ela √© teimosa, √†s vezes √© dif√≠cil de gostar, mas h√° essa qualidade nela de querer manter a fam√≠lia unida a todo custo. √Äs vezes, seus motivos e √†s vezes suas formas de alcan√ßar isso n√£o s√£o legais ou s√£o imorais. Mas h√° algo admir√°vel em algu√©m que sabe da import√Ęncia de uma fam√≠lia e far√° de tudo para mant√™-la unida. Acho que foi isso que Kate sempre respeitou em Mare. Apesar de todas as diferen√ßas entre elas, acho que a √ļnica coisa com a qual ela poderia realmente se conectar com Mare √© seu desejo de ter uma fam√≠lia. Eu sei o qu√£o importante a fam√≠lia √© para Kate. Eu a vi interagir com todas as pessoas de seu cl√£ e isso √© apenas um tra√ßo de car√°ter muito importante, eu acho.‚ÄĚ

Brad cresceu na Pensilv√Ęnia, onde a hist√≥ria de Mare se passa. Ele revelou a inspira√ß√£o por tr√°s de sua miniss√©rie. ‚ÄúEu realmente queria contar uma hist√≥ria sobre onde cresci‚ÄĚ, disse ele. ‚ÄúEasttown na s√©rie √© realmente uma cole√ß√£o de uma acervo de lugares em torno de onde eu cresci. N√£o √© como um s√≥ lugar. Minha av√≥ morava em Drexel Hill. Minha esposa cresceu em Aston. Meu pai cresceu em Springfield. Eu queria contar uma hist√≥ria sobre uma comunidade da classe trabalhadora que os retratava como her√≥icos. Eu realmente n√£o queria ser condescendente, queria apenas retrat√°-los de uma forma muito honesta. Baseando-me nas experi√™ncias que tive ao crescer e conviver com minhas tias, tios e av√≥s, estava interessado em falar sobre os ritmos da vida onde cresci. Obviamente, isso n√£o √© muito interessante. Se eu contasse uma hist√≥ria sobre minha vida, ningu√©m iria assistir. Ent√£o √© como, bem, qual pode ser o valor do entretenimento e o que far√° as pessoas assistirem a s√©rie? Ent√£o, √© claro, ter um elemento misterioso como forma de atrair o p√ļblico para a hist√≥ria. H√° um elemento de mist√©rio e √© envolvente, mas √© realmente um drama.‚ÄĚ

Ele tamb√©m se abriu sobre como explorar as muitas facetas de Mare. Ao longo da s√©rie, essa ‚Äúfachada‚ÄĚ que Mare estabeleceu em Easttown come√ßar√° a se desintegrar. ‚ÄúTive uma ideia sobre Mare, a personagem, e ela √© a √ļnica detetive em uma cidade pequena‚ÄĚ, disse Brad ao¬†HollywoodLife. ‚ÄúEla cresceu aqui, est√° criando seus pr√≥prios filhos aqui e est√° intimamente ligada a todos na cidade. Eu estava interessado nessa ideia, uma detetive cuja vida pessoal e profissional est√£o meio que interligadas nesta comunidade. E ent√£o um caso em que chegamos na s√©rie que fica realmente confuso. Agora, j√° vimos isso muitas vezes. Acho que o que foi interessante para mim sobre Mare √© que ela foi a hero√≠na e trouxe alguma gl√≥ria para a cidade que est√° sem vit√≥rias, e agora aquela comunidade que a abra√ßou quando crian√ßa est√° realmente come√ßando a se voltar contra ela. √Č um momento em sua vida em que ela tem que lidar com o que o futuro trar√° em sua vida, certo? Por um tempo em sua vida, ela foi capaz de manter uma fachada de que tem tudo sob controle. Mas quando chegamos ao in√≠cio da hist√≥ria, percebemos que ela na verdade n√£o tem nada sob controle. Ela est√° tentando manter uma fachada que est√° come√ßando a desmoronar e √© realmente uma hist√≥ria sobre como ela vai administrar ou n√£o sua vida. Como ela pode lidar com as coisas que ela tem evitado em sua vida?‚ÄĚ

Mare of Easttown, minissérie da HBO com Kate Winslet e Evan Peters, está com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes antes mesmo da sua estreia oficial, que acontece no dia 18 de Abril. A série conta a história de uma detetive (Winslet) que investiga um assassinato local enquanto sua vida desmorona.  Abaixo estão algumas das reviews deixadas no site e são só elogios a atuação de Evan Peters.

 

‚ÄúTodos est√£o fazendo um bom trabalho – Peters est√° particularmente agrad√°vel como o jovem policial que s√≥ quer ajudar.‚ÄĚ

https://www.slashfilm.com/mare-of-easttown-review/

 

‚ÄúMare of Easttown apresenta muitas falas que me fizeram rir, principalmente do sempre excelente Jean Smart, bem como de Evan Peters, que oferece uma das melhores performances de sua carreira. Peters interpreta um personagem aqui diferente de seus pap√©is habituais e eu sou grato por ele fazer algo que foge ao seu estilo, especialmente t√£o perto de seu papel na s√©rie da Disney + WandaVision. (…) √Č uma hist√≥ria devastadora e que certamente render√° indica√ß√Ķes a pr√™mios para Kate Winslet tanto quanto eu espero que aconte√ßa para Evan Peters.‚ÄĚ

https://www.joblo.com/movie-news/kate-winslet-mare-of-easttown-tv-review

 

‚ÄúEvan Peters se junta √† s√©rie no epis√≥dio 2 como um detetive do condado trazido para ajudar Mare no caso, e ele e Winslet rapidamente estabelecem uma intera√ß√£o divertida entre eles.‚ÄĚ

https://tvline.com/2021/04/05/mare-of-easttown-review-kate-winslet-hbo/

 

‚ÄúA qu√≠mica de Peters com Winslet, um parceiro de cena formid√°vel, √© uma conquista. Tamb√©m √© um al√≠vio. H√° um certo pessimismo de cidade pequena ao longo desta s√©rie que a presen√ßa de Peters ameniza isso.‚ÄĚ

https://variety.com/2021/tv/reviews/kate-winslet-mare-of-easttown-1234942616/

 

Fonte: Deadline

EXCLUSIVO: Evan Peters, um dos atores de confiança de Ryan Murphy, é definido como o personagem do título em Monster: The Jeffrey Dahmer Story, uma mini-série da Netflix co-criada pelos colaboradores de longa data Murphy e Ian Brennan, o Deadline ficou sabendo. Outro ator do universo de Ryan Murphy na TV, Niecy Nash, está escalada para estrelar a série, que também escalou Penelope Ann Miller, Shaun J. Brown e Colin Ford, disseram as fontes. Eles se juntam a Richard Jenkins, previamente anunciado . A Netflix se recusou a comentar.

Monster narra a história de um dos mais notórios serial killers da América (Peters), amplamente contada do ponto de vista das vítimas de Dahmer, e mergulha profundamente na incompetência e apatia da polícia que permitiu ao nativo de Wisconsin entrar em uma matança de vários anos. A série dramatiza pelo menos 10 casos em que Dahmer quase foi apreendido, mas acabou abandonado. A série também deve tocar no privilégio dos brancos, já que Dahmer, um cara branco bem-apessoado e de boa aparência, recebeu repetidamente passe livre por policiais e também por juízes que foram tolerantes quando ele foi acusado de crimes menores.

Miller e Jenkins interpretam a mãe de Dahmer, Joyce e o pai Lionel, respectivamente. Nash interpreta o que é considerada a protagonista feminina da série, Glenda Cleveland, uma vizinha de Dahmer que ligou para a polícia várias vezes e até tentou ligar para o FBI para alertá-los sobre o comportamento errático de Dahmer, sem sucesso.

Brown retrata Tracy, a √ļltima v√≠tima pretendida de Dahmer que lutou e conseguiu escapar, levando os policiais ao apartamento de Dahmer, resultando na pris√£o do assassino. Ford interpreta Chazz.

Carl Franklin est√° dirigindo o epis√≥dio piloto. Mock dirigir√° e escrever√° v√°rios epis√≥dios. Os dois s√£o produtores executivos com Murphy e Brennan. Completando a sala dos escritores com Brennan e Mock est√° David McMillan, que atua como produtor supervisor da mini-s√©rie de 10 epis√≥dios que abrange as d√©cadas de 1960, 1970 e 1980 e termina com a pris√£o de Dahmer no in√≠cio dos anos 1990. Rashad Robinson, do Color of Change (Cor da Mudan√ßa, em tradu√ß√£o livre), um projeto de justi√ßa racial, tamb√©m atua como produtor supervisor. Tamb√©m s√£o produtores executivos Ryan Murphy Prods. ‘ Alexis Martin Woodall e Eric Kovtun; Scott Robertson √© um co-produtor.

Conhecido como Milwaukee Cannibal (Canibal de Milwaukee) ou Milwaukee Monster (Monstro de Milwaukee), Dahmer assassinou e esquartejou 17 homens e meninos de 1978-1991, muitos deles pessoas de cor e alguns menores de idade. A maioria dos assassinatos também envolveu necrofilia, canibalismo e preservação de partes do corpo. Condenado por 16 assassinatos, ele foi espancado até a morte por outro presidiário em 1994, dois anos depois de sua sentença. Ele tinha 34 anos.

Houve vários filmes sobre Dahmer, nos quais ele foi interpretado por Jeremy Renner, Carl Crew, Rusty Sneary e Ross Lynch. Ao contrário da maioria das abordagens anteriores da história, que enfatizaram sua natureza sensacional e detalhes sangrentos, a abordagem de Monster é psicológica e se concentra em como os assassinatos foram permitidos ao longo de mais de uma década.

Peters tem sido uma presen√ßa regular em¬†American Horror Story¬†de Murphy desde o in√≠cio, com¬†1984¬†sendo a √ļnica temporada em que ele n√£o apareceu. Ele est√° programado para voltar para a pr√≥xima temporada,¬†Double Feature¬†na FX. Peters tamb√©m apareceu no drama FX produzido por Murphy,¬†Pose. Recentemente, ele tamb√©m apareceu em WandaVision da Disney +¬†e ser√° visto em breve ao lado de Kate WInslet em¬†Mare of Easttown, da HBO.

A mini-série de crimes verdadeiros mais recente de Murphy foi a vencedora do Emmy O Assassinato de Gianni Versace, também estrelou um colaborador frequente dele, Darren Criss, que ganhou um Emmy, um Globo de Ouro e um SAG Award por sua interpretação de Andrew Cunanan.

Nash estrelou em Scream¬†Queens, da Fox, co-criado por Murphy e Brennan. Ela foi a apresentadora de¬†The Masked Singer¬†e estrela dois filmes da Netflix:¬†Beauty¬†, com Sharon Stone e Giancarlo Esposito, e¬†The Perfect Find¬†, com Gabrielle Union. Nash, estrela da com√©dia dram√°tica da TNT,¬†Claws, foi recentemente vista na FX em¬†Mrs. America , do Hulu e¬†Eu nunca…, da Netflix.

Os créditos recentes de Miller na TV incluem Gaslight e Dirty Diana. Brown foi visto recentemente em Future Man: O Viajante do Tempo e Run. Ford foi o protagonista da série Daybreak da Netflix.

Para n√≥s que estamos com saudades do nosso querido Evan que est√° longe das telinhas desde X-Men, o filme baseado na hist√≥ria da cantora australiana Helen Reddy “I Am Woman” ganha uma data de estr√©ia: 28 de agosto de 2020 na Austr√°lia!

O filme concorreu ao Festival TIFF em 2019, porém teve sua data de estreia adiada, devido ao Coronavírus. Uma previsão também já divulgada, é que o filme estreia nos Estados Unidos é de 11 de setembro de 2020.

Confira o trailer abaixo:

No filme, Evan interpreta Jeff Wald, um dos maridos da personagem. J√° adicionamos em nossa galeria as fotos promocionais e screencaps dos trailers divulgados, acesse!

Filmes | Movies > I Am Woman (2019)

Filmes | Movies > I Am Woman (2019) > Screencaps | 1¬ļ Trailer

Filmes | Movies > I Am Woman (2019) > Screencaps | 2¬ļ Trailer