Neste domingo (13) foi ao ar a transmissão da 27ª cerimônia do Critics’ Choice Awards. Evan concorreu pelo papel de Colin Zabel em Mare of Easttown na categoria de Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie Ou Filme Para Tv com os seguinte atores: Murray Bartlett (The White Lotus), Zach Gilford (Missa da Meia-Noite), William Jackson Harper (The Underground Railroad), Christian Slater (Dr. Death), Courtney B. Vance (Genius: Aretha). O ator Murray Bartlett levou o prêmio. Evan já havia sido indicado anteriormente em 2018 pelo papel de Kai Anderson em AHS: Cult, mas também não venceu.

Confira os vídeos e fotos de Evan na cerimônia em nosso Twitter de mídias e Galeria.

O colunista Cooper Hood explicou, em uma matéria do site ScreenRant, a mais nova teoria envolvendo ambos personagens de Evan no universo da Marvel: Ralph Bohner e Quicksilver. Confira abaixo.

O Quicksilver de WandaVision é um vingador totalmente diferente!

Em vez de se tornar o Mercúrio do MCU, WandaVision pode ter configurado Evan Peters para ser um Vingador diferente após a reviravolta de Ralph Bohner.

WandaVision incluiu a revelação surpresa de que o Mercúrio de Evan Peters era na verdade Ralph Bohner, mas ele pode ser um futuro Vingador escondido. A internet foi incendiada no final do episódio 5 de WandaVision , quando Evan Peters apareceu como Pietro Maximoff. O ator já interpretou Quicksilver nos filmes X-Men da Fox, levando o público a acreditar que a Feiticeira Escarlate o trouxe para o Universo Cinematográfico da Marvel através do multiverso. Em vez de ser o futuro Mercúrio do MCU, o programa do Disney+ pode ter revelado secretamente que ele é um Vingador completamente diferente.

Com base na popularidade do Mercúrio de Peters dos filmes dos X-Men, a decisão de revelar que seu personagem se chamava Ralph Bohner provou ser divisiva. O final de WandaVision confirmou essa nova identidade para o personagem de Evan Peters no MCU. Enquanto alguns apreciavam a subversão das expectativas da Marvel, muitos sentiram que foi uma revelação decepcionante com base na configuração e nas possíveis implicações futuras. Como resultado, as teorias correram soltas sobre a possibilidade de Evan Peters retornar de alguma forma para um papel maior. A abertura do multiverso na Fase 4 significa que seu Mercúrio real ainda pode estar na mesa, mas WandaVision também lançou as bases para outra grande revelação para Ralph Bohner.

Existe uma teoria popular da WandaVision de que o Mercúrio na verdade será o super-herói conhecido como Homem-Maravilha. A base para essa teoria vem de duas partes diferentes da série da Disney+. Para começar, a série trouxe Jimmy Woo para Westview originalmente porque alguém que ele conhecia na proteção a testemunhas desapareceu como parte da anomalia da Feiticeira Escarlate. WandaVision nunca revelou quem era esse indivíduo, mas Ralph Bohner poderia ser ele. A série não revelou muito sobre a vida de Ralph, mas ele tendo fotos de si mesmo faz parecer que ele é um ator. Essa possibilidade combinada com o fato de ele estar potencialmente na proteção a testemunhas pode significar que Ralph Bohner não é seu nome verdadeiro. Em vez disso, seu nome verdadeiro ou futuro nome artístico poderia ser Simon Williams, o homem que se torna o Homem-Maravilha nos quadrinhos.

WandaVision não indica que o personagem de Evan Peters já tenha superpoderes. O show poderia ser parte da origem de Simon Williams. Simon era originalmente um vilão no material de origem, então WandaVision usando-o como um antagonista se encaixaria nisso.  Ele poderia até estar na proteção de testemunhas por se voltar contra vilões maiores. Enquanto isso, a carreira de ator seria outro aceno para a história em quadrinhos de Simon, já que ele decidiu tentar atuar depois de deixar os Vingadores. Isso tudo pode fazer parte dos planos de longo prazo da Marvel Studios para Evan Peters e “Ralph Bohner”.

O MCU há muito tempo está interessado em usar o Wonder Man de alguma forma.  Guardiões da Galáxia Vol. 2 deveria usar Nathan Fillion como Simon Williams para alguns easter eggs, mas a cena em que as referências seriam vistas foi cortada. Parece que a Marvel até tinha Simon Williams em mente ao fazer WandaVision, já que as filmagens dos bastidores incluíam painéis de quadrinhos com Simon Williams. Como ele está diretamente ligado à história de Visão, faria sentido ele aparecer. Embora parecesse que isso não aconteceu, talvez o Homem-Maravilha estivesse realmente na WandaVision se essa teoria estiver correta.

E aí, o que acham da teoria?

Na noite da 28ª edição dos prêmios do Screen Actors Guild 2022, evento promovido pelo sindicato norte-americano SAG-AFTRA, Evan infelizmente não levou para casa o prêmio de Melhor Ator em Minissérie ou Filme para TV, por Mare Of Easttown. O prêmio foi para o ator Michael Keaton por Dopesick. É a primeira vez que Evan é indicado no evento. A série também foi indicada nas categorias de Melhor Elenco de Dublês em Série de TV, e Kate Winslet e Jean Smart na categoria Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para TV, dessas duas categorias, Kate Winslet levou o prêmio.

Em entrevista ao site GoldDerby no dia 31 de janeiro de 2022 para o jornalista Luca Giliberti, Evan conta sobre os processos de preparação para atuar na série Mare of Eastown, entre outros relatos das filmagens da série da HBO.

Giliberti: O trabalho preparatório de Peters para este papel incluiu trabalhar com a treinadora de dialetos Susanne Sulby no sotaque de Delco, comunicar-se com a policial da vida real em que Mare se baseia e participar de um passeio policial em Marple Township, Condado de Delaware, “Para mim, as cenas mais assustadoras foram as cenas de detetive porque eu não sou detetive. Então, eu tive que trabalhar muito para tentar descobrir como eles se moviam, como eles operavam [e] o que eles pensavam.” Ele acrescenta que se lançou em mais pesquisas, devorando “Investigação de Homicídios e Mortes Relacionadas ao Sexo” de Vernon J. Geberth, bem como episódios da série documental “The First 48”. por quanto do esforço da equipe para resolver um caso é: “Você percebe o quanto você está trabalhando em conjunto, o quão perto você pode chegar e o quanto você se importa com a pessoa com quem está trabalhando. ””

Confira mais relatos de Evan na entrevista completa abaixo, legendada pela nossa equipe.

Durante a manhã desta quarta-feira (12), foram apresentados os indicados ao prêmio da 28ª edição dos Screen Actors Guild Awards (SAG). Evan foi indicado pela primeira vez em sua carreira, pelo papel de Colin Zabel em Mare of Easttown.

A série também recebeu outras duas indicações como Melhor Elenco de Dublês em série de TV, e Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para TV pelos papéis de Jean Smart e Kate Winslet.

A premiação irá ao ar dia 27 de fevereiro.

 

2021 foi com certeza o maior ano da vida do Evan, onde seu talento e seus 17 anos de trabalho ganharam o devido reconhecimento, além de 4 novos projetos.

Neste post, vamos relembrar brevemente este importante ano na carreira do Evan. E começaremos pelos projetos.


Em janeiro desse ano estreou a série “WandaVision“, onde inicialmente Evan fez o irmão morto de Wanda, Pietro. Com o passar dos episódios descobrimos que ele não passa de um ator na história da Feiticeira, chamado Ralph Bohner. Não era lá o que todos nós esperávamos, mas foi ótimo rever o Evan no MCU.


Em agosto deste ano tivemos a atualização do RyanVerso com a nova temporada de “American Horror Story” onde Evan deu vida ao carismático e sombrio Austin Sommers. Apesar do pouco tempo de tela, foi impossível não amar esse personagem.


E falando em RyanVerso, esse ano tivemos as gravações da nova série do titio Ryan que estreia em 2022 na Netflix, “Monster: The Jeffrey Dahmer Story” onde Evan interpretará o serial killer. Apesar da estreia ser no ano de 2022, a série foi feita em 2021.


E deixando para o final, a série que elevou a carreira do Evan, “Mare of Easttown“. Onde Evan interpretou o inseguro detetive Colin Zabel, que tem problemas em sua vida pessoal e profissional, e então, quando Colin começa a ajustar sua vida (possível spoiler) … ele tem um fim trágico e totalmente realista, que chocou a todos por ser muito inesperado.


Além da morte chocante, sua cena de bêbado no episódio 3 “Enter Number Two”, chamou a atenção de todos que assistiram, arrancando elogios do público em geral.


E vale lembrar que o Evan pensou em desistir de atuar após gravar essa cena, por não se achar bom o suficiente. Mas, é claro que ele superou as expectativas. Uma atuação incrível, em uma série muito valorizada pela Academia, e que rendeu várias indicações…

Indicações:

Emmy Awards – Venceu;
Gold Derby – Venceu;
HCA TV Awards – Venceu;
OFTA Awards – Venceu;
Satellite Awards – Premiação em 05 de janeiro de 2022;
Critics Choice Awards – Premiação em 09 de janeiro de 2022;
SAG Awards (previsão do site GoldDerby) – Premiação em 12 de janeiro de 2022.

Todos nós, fãs do Evan, esperamos muito por isso, pelo dia em que seu trabalho seria reconhecido como merece. Nós conhecemos o talento do Evan, sabemos o quanto ele se dedica ao seu trabalho e o quanto ele merece tudo isso, merece mais anos como esse ou até melhores. E foi um grande ano para nós da EPBR também, mais pessoas conheceram nosso trabalho através do Evan, atingimos mais e mais seguidores ao longo do ano, e agradecemos a vocês por todo o carinho e confiança em nossa equipe para trazer muito conteúdo brasileiro sobre Evan Peters.

Obrigada a todos que estão do nosso lado desde o começo, obrigada a todos que chegaram depois, todos que surtaram com a gente neste ano cheio de Evan Peters.

Se preparem, pois ano que vem tem mais.

Um abraço da equipe EPBR.

Ao final de todo ano, a Entertainment Weekly elenca os melhores episódios da televisão norte-americana do ano, e desta vez, o episódio “Illusions” de Mare of Easttown está na lista. Confira a matéria traduzida, o texto a seguir contém spoilers.

Com tantos programas de televisão no ar hoje em dia, é quase impossível controlar o que você assistiu, muito menos episódios específicos. Ainda assim, de vez em quando, um show vai entregar uma parcela que corta o barulho e continua por muito tempo depois que os créditos rolam. Às vezes, é um final excepcional que reúne todos os fios da temporada, e outras é um capítulo no meio da corrida que rompe com a fórmula para tentar algo novo. E quando isso acontece, devemos comemorar. Abaixo, a EW compartilha nossos 30 melhores episódios do ano listados em ordem alfabética por programa.

“Illusions”- Mare of Easttown (HBO)

(Escrito por Brad Ingelsby, dirigido por Craig Zobel)

Mare of Easttown era um mistério de assassinato, sim. Foi também uma história sobre a dinâmica de uma cidade pequena e como é viver em um lugar como Easttown. Tratava-se também do luto e do que isso pode fazer a uma pessoa. E em seu quinto episódio, “Illusions“, muitas dessas coisas vieram à tona quando Mare que estava suspensa (Kate Winslet) empurrou o detetive Zabel (Evan Peters) para seguir uma pista. O que começou como uma viagem aparentemente inofensiva se tornou mortal em um instante, quando ficou claro que eles haviam encontrado a pessoa responsável pelo sequestro de meninas em sua cidade. E no que pode ser uma das mortes mais rápidas da história, Zabel leva um tiro na cabeça e morre poucos minutos depois de sua chegada, uma reviravolta que ninguém previu. — escrito por Samantha Highfill.

Na 27ª cerimônia da premiação Critics Choice Awards, Evan foi indicado pelo seu papel de Colin Zabel em Mare of Easttown, na categoria de Melhor Ator Coadjuvante em uma Série Limitada ou Filme feito para Televisão. As outras categorias na qual a série recebeu indicações foram em melhor Série Limitada, Kate Winslet na categoria Melhor Atriz em uma série limitada ou Filme para Televisão, e ambas Julianne Nicholson e Jean Smart foram nomeadas na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante em Série Limitada ou Filme feito para Televisão.

A cerimônia irá ao ar no dia 9 de janeiro (domingo) de 2022.

Fonte.

Na 26ª edição da premiação Satellite Awards, previamente conhecida como Golden Satellite Awards, Evan está indicado como Melhor Ator em Minissérie por seu papel em Mare of Easttown. A premiação celebra as melhores realizações da indústria cinematográfica e televisiva anualmente, honradas pela International Press Academy.

O anúncio dos vencedores acontecerá dia 5 de janeiro de 2022, acompanhe nossas redes sociais para mais novidades sobre a premiação.

Evan Peters esteve em mais temporadas de “American Horror Story” do FX do que qualquer outro ator masculino, aparecendo em todas elas, exceto na temporada 9, “AHS: 1984.” (Sarah Paulson corresponde ao histórico de atores femininos.) Depois de ganhar um Emmy neste outono por “Mare of Easttown” da HBO, Peters voltou à “AHS” durante a tão esperada temporada atrasada pela pandemia, “Double Feature: Red Tide.” Na última década, quase todos os seus personagens ficaram com os espectadores (vamos fingir que Jeff Pfister não existiu). Mas quais são os seus melhores absolutos? Abaixo, reduzimos a lista aos cinco melhores personagens de “American Horror Story” de Evan Peters de todos os tempos. Concorda ou discorda de nossas escolhas? Certifique-se de falar na seção de comentários.


1. Kai Anderson (“Cult”) – Por seu papel como um líder de culto inspirado pela direita alternativa com cabelo azul e uma fixação por Cheetos, Peters ganhou indicações de ator principal no Critics Choice Awards e nosso próprio Gold Derby Awards. “Cult” foi uma versão única por depender mais de sustos realistas (palhaços assassinos, abelhas assassinas, membros de seita assassina) do que horrores sobrenaturais, o que tornava Kai ainda mais assustador. Você pode imaginar este poderoso egomaníaco como seu vizinho?

2. Tate Langdon (“Murder House” e “Apocalypse”) – O fantasma original com um coração de ouro, Tate foi a grande introdução dos fãs a Peters no primeiro ciclo de “American Horror Story“. Mesmo que Tate fosse um sociopata que morreu atirando em sua escola, nós simplesmente não conseguíamos nos saciar o suficiente de sua história de amor com Violet (Taissa Farmiga). Os telespectadores se reuniram com os pombinhos quase uma década depois, quando as bruxas de “Apocalipse” viajaram para a “Murder House” para tentar aprender como matar o anticristo.


3. James Patrick March (“Hotel” e “Apocalipse”) – “Hotel” com tema de vampiros e fantasmas ofereceu a Peters sua primeira chance de ser um vilão puramente antipático, como o assassino em série March. O privilegiado empresário de petróleo gostava de torcer o bigode enquanto matava seu caminho até o topo, incluindo sua própria esposa, a Condessa (Lady Gaga), quando ela o traiu. Peters realmente gostou de interpretar esse personagem, sem dúvida graças ao sotaque transatlântico único de March.


4. Kit Walker (“Asylum”) – Ao contrário das outras performances mencionadas acima, onde Peters era o vilão principal, ele retratou uma vítima em “Asylum”, um homem falsamente acusado de matar sua esposa. Kit foi condenado a um sanatório onde rapidamente conquistou a simpatia de seus companheiros de prisão, bem como o público em casa. O personagem se tornou o melhor amigo da jornalista Lana Winters (Paulson) enquanto eles lutavam para sobreviver, com sua jornada o deixando cara a cara com monstros e alienígenas.

5. Austin Sommers (“Double Feature: Red Tide“) – Peters abraçou totalmente seu lado maluco como Austin, um dramaturgo que viaja para a pequena cidade de Provincetown, Massachusetts, todo inverno para um pouco de D & R & SS – descanso, relaxamento e sangue – sucção. Ele e sua parceira no crime, a romancista Belle Noir (Frances Conroy), ganham seu imenso talento tomando pílulas pretas, mas um efeito colateral faz com que eles precisem beber sangue humano. Austin também tinha uma queda por cantar no karaokê e se apresentar como drag.

Para ler a entrevista em inglês no site oficial, clique aqui.